Agapornis Fischeri

animação do Agapornis Fischeri

O Agapornis Fischeri é uma espécie de pássaro originária da África; seu nome foi dado em homenagem a Gustav Fischer. São muito semelhantes a papagaios, mas de porte menor, tendo entre 14 cm podendo chegar até 16 centímetros de comprimento.

Atualmente os especialistas em pássaros afirmam que existem nove espécies de Agapornis que são consideradas ancestrais ou primitivas no total.

Porém é possível que com o aumento da criação em cativeiro existem várias outras subespécies originadas a partir do cruzamento.

Agapornis Fischeri

Habitat natural

O Agapornis Fischeri é originário da África ao norte da Tanzânia, ao sul do Lago Victória vivendo em arbustos isolados.

Então, foram levados a Europa em 1860 e começaram a ser criados em larga escala no Brasil por volta de 1980.

O nome Agapornis significa pássaro do amor, pois são bastante amigáveis e carinhosos com aves da espécie, vivendo em pares.

Além disso, são normalmente monogâmicos, elegem um parceiro para a vida toda e se reproduzindo sem dificuldade.

São 9 espécies conhecidas de Agapornis, porém as que são mais facilmente encontradas no Brasil, como animais de estimação são:

Características do Agapornis Fischeri

Considerada uma das raças mais bonitas devido ao seu colorido das penas, são aves muito territorialistas vivem em pequenos bandos. Normalmente têm a cabeça na cor laranja ou avermelhada e o resto do corpo verde, mas existem outras cores também.

Outra característica marcante do Agapornis Fischeri é o anel ocular, uma região ao redor dos olhos que não tem penas. A expectativa de vida do Agapornis varia entre 10 a 12 anos, podendo chegar até os 15 anos de vida.

alimentação Agapornis Fischeri

Cuidados

É recomendável que os Agapornis Fischeri não fiquem sozinhos, pois eles podem se sentir sós pois podem adoecer e morrer, portanto além de ter mais de uma ave é aconselhável que o dono tenha disponibilidade para dar atenção às aves.

Alguns criadores alegam não ser necessário ter 2 pássaros, pois o dono fará companhia a ave, portanto deve ter disponibilidade. Se resolver ter mais de um, eles devem ser adquiridos juntos pois o mais velho pode machucar o mais novo.

Sua alimentação basicamente consiste de frutas, verduras e grãos, mas também recomenda-se que faça suplementação alimentar disponível em lojas especializadas. Além disso eles gostam de se lavar diariamente e de tomar sol após o banho, secando suas penas mais rapidamente.

Recomenda-se que a gaiola seja espaçosa pois eles são muito ativos, ou se possível, um viveiro interno com bom espaço. O viveiro precisa de muita luz, ser arejado, ter poleiros ou galhos além de uma parte que possa ser coberta.

O tamanho mínimo recomendado para um pássaro é de 45X45X45 e de 81X50X50 centímetros em caso de ser um casal, portanto quanto maior a gaiola mais confortável e ativo ficará seu pássaro, com todos os poleiros e brinquedos bem acomodados.

Agapornis Fischeri em bando

Cruzamento do Agapornis Fischeri

Os Agapornis Fischeri não apresentam dimorfismo sexual, ou seja, não é possível determinar seu gênero apenas com um exame externo. Normalmente só é possível determinar o sexo por meio de exame de DNA ou com criadores e veterinários muito experientes.

Apesar de conseguirem cruzar com outras raças de Agapornis, os filhotes que nascerão deste cruzamento podem sobreviver mas serão estéreis, portanto, se você deseja fazer uma criação desses pássaros, é importante que os casais sejam todos da raça Agapornis Fischeri.

A melhor idade para o cruzamento dos pássaros é partir dos 10 meses, sendo 12 a 13 meses ainda melhor. Se você tem mais de um casal em seu viveiro é importante que haja mais ninhos que pares de pássaros.

A fêmea do Agapornis Fischeri bota em média 5 ovos por vez; o período de incubação é até 25 dias.

Os filhotes deixam o ninho com 38 a 50 dias de vida e se tornam independentes 2 semanas depois disso.

Possíveis problemas

Apesar de poderem ser criados em cativeiro é sempre bom verificar se há algum problema na aparência geral dos pássaros. Se um pássaro está afastado dos outros e sua plumagem está sem vida é possível que ele não esteja saudável.

Para garantir que tenham uma boa saúde é importante limpeza diária dos recipientes de alimentos, água e banho. Além disso a gaiola deve ser lavada pelo menos semanalmente já que sem essa higienização é possível proliferação e fungos e bactérias.

É importante manter a gaiola fora do chão, longe de correntes de ar e janelas, podendo se resfriar quando expostos, ademais o Agapornis Fischeri e os demais pássaros dessa raça sãos sensíveis a fumaça, odores fortes e ruídos muito altos.

As gaiolas de metal são muito mais higiênicas e muito mais fáceis de limpar do que as gaiolas de madeira, além disso, a gaiola deve ter boa iluminação, pois se o ambiente não for claro eles podem se comportar estranhamente.

macho e femea Agapornis Fischeri

Treinamento do Agapornis Fischeri

Para ter um pássaro manso, uma alternativa é treinar o Agapornis Fischeri desde cedo, combatendo assim um possível temperamento agressivo, portanto o treinamento deve ser realizado com o pássaro jovem e de preferência com um indivíduo de cada vez.

Então é mais simples começar um treinamento com o pássaro jovem, assim ele aprenderá truques e será muito mais carinhoso. Assim, esse processo depende da aceitação e da confiança entre você e o pássaro que deve começar de forma gradual.

Posso criar o Agapornis Fischeri?

Apesar de não ser espécie nativa brasileira é preciso autorização do IBAMA para criar, além de um certificado de origem. Por isso é importante procurar pet shops e criadores que comercializam esses animais de forma legal, veja as dicas abaixo:

  • Aves compradas dentro da lei possuem uma anilha em uma das patas;
  • Veja se a nota fiscal contém os dados da loja ou do criadouro, como o CNPJ;
  • Peça o Certificado de Registro de sua ave, emitido por órgãos competentes;
  • Para informações sobre onde comprar o IBAMA tem um telefone 0800-618080.

Criar Agapornis Fischeri pode ser divertido, já que seus indivíduos são sociáveis e brincalhões mas é importante seguir a lei. Dessa forma, além de estar de acordo com as leis do Brasil, estará garantindo o bem estar do seu pássaro.

Outros pássaros para você:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *