Cacatua

Cacatua

A cacatua é uma ave da espécie psitaciforme (a mesma dos papagaios) que pertence a família das Cacatuidae. São aves exóticas que em  sua maioria são originárias da Oceania.

As cacatuas são muito procuradas para criação de estimação, pois tem temperamento dócil.

Além disso, são animais inteligentes e gostam de carinho e atenção, sendo boas companheiras.

No Brasil, esta espécie é considerada um animal Pets, o que dispensa a autorização do pelo Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (IBAMA).

Você ficou curioso (a) para conhecer um pouco mais sobre a cacatua? Então, é só iniciar leitura no texto abaixo. Confira!

cacatua

Características da Cacatua

As cacatuas são excelentes voadoras, visto que possuem asas afiladas e arredondadas. Elas também gostam de voar em bandos ou pares, fazendo sempre muito barulho.

O animal possui bico resistente em forma de gancho pontudo, usado para quebrar nozes e sementes, comer frutos e escalar. Em contrapartida, o maxilar superior é maior que o inferior, possuindo certa mobilidade.

Os pés possuem dois dedos para frente e dois para trás, sendo que são usados para andar, subir em objetos (brinquedos, móveis, gaiolas, etc.), pegar comida e levar à boca.

As cacatuas são muito parecidas com os papagaios, o que as diferencia deles, são a crista móvel (que levanta e abaixa conforme o humor da ave e no momento da corte) e a plumagem de cores mais suaves que só ela tem.

Estas aves têm um tamanho médio, sendo maiores que os papagaios. No geral, são dóceis, carinhosas e gostam de companhia e atenção.

Aliás, a atenção é algo fundamental para manter uma cacatua feliz, uma vez que vir se sentir abandonada ou deixada de lado, a ave pode se tornar agressiva e destruir tudo que estiver ao seu alcance.

Ou seja, é essencial que o dono tem certo tempo do dia para dedicar atenção exclusiva ao animal. Uma opção para evitar este problema é criar o casal de cacatua.

No entanto, mesmo criando um casal ainda é preciso dar atenção ao animal, pois eles se apegam aos seus donos.

São aves inteligentes, conseguem abrir as gaiolas, roubam e destroem objetos. São barulhentas e falantes, repetindo sons e palavras ditas com frequência perto delas.

Gostam de ficar no colo de seus donos e de ambientes tranquilos.

cacatuas

Como criar uma cacatua?

Por se tratar de um animal silvestre é essencial ter autorização de órgãos ambientes internacionais, inclusive, é preciso procurar o Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (IBAMA).

Além disso, também é essencial ter autorização de Secretarias do Meio Ambiente do Governo Federal, bem como de seu estado e também município em que reside.

Porém, aqui no Brasil a cacatua é considerada um animal Pets e, logo, pode ser comercializado facilmente em casas de animais.

Mesmo assim, vale lembrar que ao criar esta espécie em cativeiro é preciso promover um espaço saudável, limpo e higienizado diariamente.

Quem desejar criar este animal é importante ter a consciência que por se tratar de um animal australiano, a cacatua (fêmea e/ou macho) precisa de cuidados diários específicos, requerendo certo tempo de dedicação.

Além disso, é essencial realizar gastos financeiros para manter sua saúde e bem-estar deste pássaro, principalmente por estar entre o convívio de seres humanos que retiraram do seu habitat natural.

cacatua

Onde vive esta ave

A cacatua é uma ave que costuma estar presente nas ilhas de Bacan, Halmahera, Ternate, Tidore e também nas Moluas do Norte que ficam todas localizadas na Indonésia.

Por lá, em seu habitat natural já foram catalogados aves que possuíam expectativa de vida de 40 a 60 anos.

Em cativeiro, quando bem cuidadas, a cacatua consegue facilmente atingir os 80 anos de idade.

Vale lembrar que seu o clima na Indonésia é categorizado como tropical úmido e fica relativamente mais seco no sudeste.

Durante o ano há temperaturas estáveis com apenas pequenas variações e precipitações que variam na média entre 28 a 32 o C como máxima. Por sua vez, a temperatura chamada de mínima tem variação de 20 a 24 o C.

Ou seja, na maior parte do país, há duas temporadas regidas pelas precipitações das chamadas de monções.

Principais tipos de Cacatua

Já foram catalogadas cerca de vinte espécies de cacatuas. Muitas são ameaçadas de extinção devido ao tráfico de animais silvestres ou perda de seu habitat natural.

Cacatua-branca

A cacatua-branca é também chamada de cacatua umbrela ou cacatua alba. É uma espécie originária da indonésia que pode viver até 80 anos em cativeiro.

São aves gentis, dóceis e boas companheiras, sendo que chegam criar certo apego rapidamente com seus cuidadores.

Pode chegar a 60cm de comprimento e também possui penugem branca com a parte inferior das asas, na cor amarela. Os bicos são negros e os pés, cinzas ou pretos. Ela tem anéis azulados ao redor dos olhos.

Sua alimentação deve ser feita com ração de alta qualidade, frutas frescas, vegetais, nozes e sementes.

Por serem aves de grande porte, suas gaiolas devem ser grandes e espaçosas e área para elas brincarem fora da gaiola. São barulhentas e seu chamado poder ser ouvido a 3 km de distância, por isso, não são indicadas para apartamentos.

É interessante ter vários brinquedos que estimulem esses pássaros a brincar e exercitar o cérebro.

São inteligentes e adoram carinho e atenção, exigindo do seu dono tempo para interagir com elas.

Cacatua branca
Foto: Reprodução

Cacatua-preta

A cacatua-preta é nativa da Austrália, sendo que possuem um par de painéis vermelhos na cauda, fazendo este animal serem conhecidos como cacatua-preta de cauda vermelha.

São encontradas em bandos e se alimentam de sementes e nestes da cavidade. As cacatua-pretas pode medir até 60 cm de comprimento e dimorfismo sexual.

Dimorfismo sexual é quando as aves possuem características que diferenciam os indivíduos de sexos distintos.

Com isso, o macho é todo preto com uma plumagem alongada a partir da testa e coroa. O bico é cinza escuro e a cauda é preta com dois painéis vermelhos brilhantes.

Já as fêmeas são pretas com listas amarelo – laranja na cauda e no peito. O bico é claro.

O peso do macho fica entre 670 e 920 gramas, as fêmeas entre 618 a 870 gramas.

As cacatuas-pretas podem viver até 50 anos em cativeiro. Elas são barulhentas e estridentes. Voam em grandes bandos e comem sementes, nozes, bagas, frutas e insetos.

Cacatua preta
Foto: Reprodução

Cacatua-rosa

A cacatua-rosa pode medir até 35 cm de comprimento, vive em média 80 anos e seu peso varia entre 340 e 425 gramas.

Ela possui uma crista com 16 penas longas arqueadas para frente, de cor  rosa amarelado e com manchas vermelhas na parte central. O restante do corpo é de cor salmão com branco.

Elas costumam viver em casal, sendo que sua alimentação inclui sementes, ervas, cereais, frutas, frutos secos, raízes, insetos e larvas.

São barulhentas, brincalhonas e ativas. Quando estão tristes ou estressadas, costumam atacar que chega perto e a gritar.

Cacatua rosa
Foto: Reprodução

Cacatua de crista amarela

Essa espécie de cacatua é muito grande, podendo medir até 50 cm de comprimento do bico  à cauda, chegando ao peso de 900 gramas.

Tem uma expectativa de vida longa, vivendo até 80 anos em cativeiro. Sua plumagem é branca com uma crista de penas amarelas na cabeça.

Elas possuem voz estridente e gostam de fazer barulho, inclusive, são afetuosas e dóceis. O animal tem uma alimentação que inclui sementes, grãos, insetos, frutas e legumes frescos. Em cativeiro, é importante oferecer ração especialmente preparada para elas.

Cacatua de crista amarela
Foto: Reprodução

Como alimentar a Cacatua

Adquira comedouro e bebedouro  próprio para elas, sendo que é necessário colocar a 100 cm do chão, aproximadamente.

A alimentação deve ser balanceada com sementes, grãos, castanhas, legumes, frutas e ração.

O alimento deve ser servido duas vezes ao dia e ser acondicionado em local arejado e limpo.

A água deve ser fresca e limpa, sendo trocada todos os dias. São animais que possuem uma saúde sensível e não podem ter contato com fezes e restos de comidas.

As fezes e restos de comidas próximos podem causar mal estar no animal, além de provocar danos sérios à saúde.

Dessa forma, é essencial dedicar certo tempo do dia para realizar a limpeza do cativeiro diariamente.

cacatua alimentando-se

Reprodução da Cacatua

De forma geral, as cacatuas iniciam seu ciclo de reprodução com 4 ou 5 anos.

Nesse sentido, a fêmea bota de 2 a 5 ovos e os chocam por cerca de 1 mês. Com 4 meses os filhotes já se alimentam sozinhos.

O ninho deve ser feito com madeira dura com as medidas de 60 x 60 x 60 ou 1 m x 30 x 30.

Adquira comedouro e bebedouro  próprio para elas. Coloque-os a 100 cm do chão, aproximadamente.

A alimentação deve ser balanceada com sementes, grãos, castanhas, legumes, frutas e ração. O alimento deve ser servido duas vezes ao dia e ser acondicionado em local arejado e limpo. A água de ser fresca e limpa, sendo trocada todos os dias.

Cacatua comendo
Foto: Reprodução

Quanto custa uma cacatua?

O preço de uma cacatua varia de acordo com a espécie, idade e do lugar onde é comprada. O preço médio vai de R$ 8.000,00 a R$ 20.000,00, conforme pesquisado na internet.

A criação e comércio devem ser regulados pelo IBAMA, mesmo sendo um animal Pet. Então, procure não adquirir seu animal pela internet.

É necessário procurar uma casa de animal ou criador confiável que realiza a venda de animais autorizados.

Não se esqueça de solicitar toda a documentação que autoriza a criação do animal, bem como até a nota fiscal que eventualmente pode ser solicitada por alguma fiscalização.

Considerações finais

As cacatuas precisam de espaço para manter a sua saúde e bem-estar, uma vez que decida criar em gaiola é essencial passear com ave e ter espaço para ele poder gastar sua energia.

O animal precisa fazer voos e também gastar a sua energia por meio de brinquedos desenvolvidos especialmente para esta espécie.

Também não são acostumadas com ambientes quentes como de algumas regiões do Brasil que tem períodos de calor severos.

Então será necessário borrifar as penas das aves, pois como é acostumado viver em ambientes caracterizados pela umidade, seu corpo necessita desta característica no ambiente.

Quando criadas em cativeiro precisam ter um espaço que proporcione capacidade de voar, pegar sol e ainda se proteger de fortes rajadas de vento.

Já a sua alimentação deve ser balanceada com ração e frutas que precisam estar altamente higienizadas.

A alface deve ser totalmente eliminada da dieta desta ave que não recebe muito bem este tipo de vegetal que não possui sistema digestivo preparado para este tipo de alimento.

Gostou das informações sobre o pássaro cacatua? Então compartilha o post com seus amigos nas redes sociais e deixa seu comentário abaixo!

Outros pássaros para você:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *