Cacatua galah

A cacatua galah (Eolophus roseicapilla) é um pássaro de beleza exuberante nativo do subcontinente australiano.

Embora, por vezes, sejam consideradas pragas no habitat natural, os mesmos são excelentes animais de estimação.

Nesse sentido, descubra aqui tudo sobre essa exuberante espécie e não deixe de conferir o que abordaremos sobre a mesma a seguir, desde características, habitat, alimentação, reprodução e até curiosidades.

Cacatua galah

Descrição das características da cacatua galah

Assim como em alguns pássaros, a cacatua galah adulta chama bastante atenção pela coloração de suas penas, pois as mesmas costumam ter cabeça, barriga e peito rosados, com asas e cauda cinzentas, crista e bico são brancos.

Sem dúvida diferente de algumas espécies esta apresenta uma diferença mínima entre os sexos, pois a característica que costuma se diferenciar se trata unicamente da cor dos olhos, vermelho na fêmea e marrom no macho.

Ademais estas cacatuas podem atingir os 35 centímetros de tamanho e apresentar um peso entre 240 a 330 gramas, bem como conta com duas subespécies reconhecidas, características a seguir:

Eolophus roseicapilla albiceps

  • Seu tamanho é um pouco maior que a espécie nominal;
  • Anel orbital vermelho ao invés de cinza.

 

Eolophus roseicapilla kuhli

  • Possui plumagem com coloração mais pálida;
  • Crista com tamanho mais curto.

Habitat da Cacatua galah

A Cacatua galah é uma espécie de ave que gosta de habitar em áreas abertas, evitando assim florestas densas.

No entanto, sua distribuição ocorre em diferentes locais ao longo das épocas do ano a depender da região que vivem.

De tal forma que as habitantes da região norte vivem em florestas localizadas em montanhas.

Enquanto que as que estão no sul preferem viver em florestas temperadas que ficam nas planícies.

Já em relação à temporada de verão, elas costumam estar presente em áreas de altitude arborizadas perto de um rio.

Porém, no inverno elas mudam para altitudes moderadas com florestas áridas e aparecem em parque e jardim.

Com efeito, no período de reprodução essas aves vivem em pares ou em pequenos grupos.

Entretanto, após este período elas passam a viver em bandos de até mil pássaros, alguns são sentinelas que avisam perigo.

Cacatua galah

Hábitos alimentares

Enquanto estão no seu ambiente natural costumam ter uma alimentação bem diversificada, sendo este consumo feito no chão.

Assim é possível encontrar em sua dieta que inclui sementes (trigo, aveia, eucalipto) e algumas plantas também.

E mais, elas também consomem insetos, bem como as larvas deste, brotos, frutas, raízes entre outros.

Entretanto, sua alimentação quando criada em cativeiro requer maior atenção do seu dono, pois deve ser bem balanceada.

Nesse sentido, é possível encontrar no mercado uma imensa variedade de rações que possuem uma composição específica para a espécie.

Contudo, para se armazenar é preciso cuidado para que a qualidade desta seja mantida.

Com a finalidade de complementar a dieta alimentar da cacatua é necessário fornecer frutas, legumes e algumas verduras.

Porém, as quantidades de comida devem ser controladas para que a obesidade destas aves seja evitada.

Reprodução da cacatua

A reprodução da cacatua galah, habitantes da região norte, costuma ocorrer no período entre os meses de fevereiro a junho.

Assim ao se preparar para o acasalamento o macho conquistará a fêmea com canto, dança e acrobacias.

Após o casal ser formado, eles permanecerão juntos para a vida toda, pois são aves monogâmicas.

Além disso, elas mantem o mesmo local de construção de seu ninho por diversos anos de maneira consecutiva.

Desta forma, o ninho é construído em troncos de eucaliptos, onde a ave faz uma cavidade.

Com a finalidade de proteger sua construção é feita na faixa de altura de 2 a 20 metros. Ademais o mesmo é forrado com penas e folhas.

Já a respeito da desova cada fêmea coloca de 2 a 6 ovos por ninhada. Assim a mesma põe um ovo a cada 1 ou 2 dias. Posteriormente eles serão incubados em torno de 25 dias por ambos os pais.

Por fim, os pais fornecerão total cuidado aos seus filhotes durante as primeiras 8 semanas, pois a partir deste período os pequenos começam a deixar o ninho. Mas continuam sendo alimentados apenas por mais 2 ou 3 semanas.

Distribuição e estado de conservação

A cacatua galah é típica da Austrália, sendo comum encontrar exemplares em todo o território do país, principalmente no interior.

Entretanto, em regiões de floresta tropical densa ou região desértica não é possível ser encontrada.

Contudo, as subespécies costumam estar presentes em locais distintos, pois uma delas está ao norte do país (Eolophus roseicapilla kuhli).

Enquanto a outra está na Tasmânia e no sudeste da Austrália (Eolophus roseicapilla albiceps).

Segundo aponta a categoria da União Internacional para Conservação da Natureza (IUCN) estes animais não correm risco de extinção, pois seu status é pouco preocupante, bem como conta com uma população em crescimento, mesmo sendo considerada uma praga.

Cacatua como animal de estimação

Logo criar as cacatua galah em cativeiro não é alo muito difícil, pois por serem animais com perfil mais sedentários não necessitam de viveiros grandes.

Contudo, é recomendado por todos os especialistas que a estrutura deste seja de metal.

Isto ocorre, devido estas aves possuem o gosto por destruir madeira quando encontram.

Além disso, devidos aos seus hábitos quando livre elas necessitam de um espaço para andar, bem como para consumir a sua alimentação diária.

Inegavelmente determinados cuidados devem ser realizados diariamente, com a finalidade de proporcionar o bem-estar da ave.

Nesse sentido, temos a limpeza do viveiro e troca de água, regulamente é preciso limpar o comedouro.

Por fim, esta espécie costuma ser um ótimo animal de estimação, pois costumam criar fortes laços com os donos.

Assim as fêmeas costumam ser menos barulhentas que os machos e mais adaptáveis para ambientes em casa.

Neste artigo, você ouviu falar da cacatua galah. Aqui teve a oportunidade de conhece este pássaro rosado que vive em terras australianas.

Então, agora é a hora de mostrar aos seus amigos o que aprendeu sobre este querido animal. Compartilhe este artigo em suas redes sociais!

Outros pássaros para você:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *