Sanhaço Azul

sanhaço

O sanhaço azul é uma das aves mais comuns do Brasil, podendo ser encontrada facilmente em diversas regiões do nosso país, tanto na zona rural, quanto também na região urbana.

O seu colorido faz dela uma ave muito bela e apreciada, principalmente por existir várias as espécies de sanhaço, incluindo, o passarinho azul.

Vamos conhecer algumas características desse pássaro delas e quais os seus principais hábitos? Confira!

Sanhaço azul

O que é sanhaço?

O thraupis sayaca, nome científico da ave de nome sanhaço, pertence a uma espécie da família thraupidae, ou seja, o sanhaço azul pertence à mesma família das saíras e tiês.

No Brasil, a ave está mais presente nas Regiões Nordeste, Centro-Oeste e Sudeste. Também é possível encontrar o passarinho em países como, por exemplo, Bolívia, Paraguai, Uruguai e Argentina.

A ave que é considerada hiperativa pode ser encontrada facilmente em locais onde tenham aves frutíferas, já que esta é uma de suas fontes de alimento do pássaro.

O macho sanhaço azul chega a medir 18 centímetros e a pesar 43 gramas. Por sua vez, o seu bico é grosso e forte, apesar de ter uma ponta fina.

Já a sua plumagem é mais comum ter uma tonalidade na cor azul, possuindo diferentes tons na parte dorsal e na parte inferior. Por ter várias espécies de sanhaço, as cores da ave são muito diversas.

Diferença da fêmea do Sanhaço

A primeira diferença entre o macho e a fêmea do sanhaço azul está majoritariamente no bico.

O macho possui um bico maior e mais escuro. Já com relação ao tamanho, a fêmea é maior e possui uma coloração mais clara.

Porem, de forma geral, a fêmea e o macho do sanhaço possuem características muito parecidas.

O sanhaço azul é uma ave que não possui o chamado de dimorfismo sexual, ou seja, a fêmea e o macho não se diferem por conta de suas características físicas, possuindo aparências visivelmente semelhantes, inclusive, as maiores diferenças podem ser encontradas nos pássaros mais jovens.

Tipos de Sanhaço

Como já mencionado há diversos tipos de sanhaço. Nesse sentido, os principais encontrados na natureza são o:

  • Sanhaço frade: enquanto que o macho possui uma coloração bem azulada, a fêmea possui uma cor mais opaca. Uma característica no seu ninho é o formato de taça;

Sanhaço frade

  • Sanhaço cinzento: sua cor cinzenta dá nome para a espécie. O sanhaço cinzento é a espécie mais comum do Brasil;

Sanhaço cinzento

  • Sanhaço de encontro-amarelo: muito presente no sul e sudeste do Brasil, a ave coloca seus ninhos em grandes bromélias. O formato do ninho dessa espécie é de um cesto aberto;

Sanhaço de encontro-amarelo

 

  • Sanhaço do coqueiro: ave de plumagem esverdeada costuma viver em casais ou, no máximo, em pequenos grupos;

  • Sanhaço papa-laranja: em algumas regiões esta espécie é conhecida por sanhaço amarelo ou papa-ameixa. O nome da ave se deve ao fato dela possuir o peito e o abdome amarelado. As asas da espécie são azuladas e o seu ninho possui formato de uma taça;

Sanhaço papa-laranja

  • Sanhaço de fogo: também conhecido pelo nome de canário-do-mato, queima-campo ou mãe do sol, o sanhaço de fogo possui uma coloração alaranjada, sendo que o macho possui um colorido mais vivo que a fêmea.

Sanhaço de fogo

Como criar um sanhaço azul?

Por se tratar de um animal silvestre é essencial ter autorização de órgãos ambientes como o Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (IBAMA).

Dessa maneira, ao desejar criar um sanhaço é essencial ter autorização para criar e, quem sabe, até comercializar esta ave.

Ao criar esta espécie em cativeiro é preciso promover um espaço saudável, limpo e higienizado diariamente.

Quem desejar criar este animal é importante ter a consciência que por se tratar de um animal silvestre, o urutau precisa de cuidados diários específicos, requerendo certo tempo de dedicação.

Além disso, é essencial realizar gastos financeiros para manter sua saúde e bem-estar deste pássaro, principalmente por estar entre o convívio de seres humanos que retiram do seu habitat natural.

Vale lembrar que é muito difícil se obter a autorização do IBAMA para criar um pássaro que é tão raro, possuindo hábitos característicos e especiais.

Por isso, quem desejar cuidar do animal precisa encontrar criadores autorizados pelos órgãos ambientais para, dessa forma, adquirir uma espécie.

No geral, estes criadores não podem fazer a comercialização destes animais nascidos em cativeiros, porém, eles conseguem doar os filhotes desde que os órgãos ambientais sejam previamente comunicados.

Para facilitar neste processo é essencial se direcionar até o IBAMA ou algum órgão ambiental mais próximo da sua cidade.

Estes órgãos mantém uma lista atualizada constantemente com todos os criadores autorizados dentro do território brasileiro.

As vantagens de se procurar por um criador de animal silvestre autorizado pelo IBAMA, são:

  • Não vai incentivar o tráfico nacional e internacional de animais;
  • Conseguirá ter a garantia de que o animal possui boa saúde;
  • Terá um animal mais acostumado com o convívio humano.

É importante situar que os criadores autorizados pelos órgãos ambientais adquiriram seus animais por conta do estado de saúde debilitado após fiscalizações de combate a tráfico ilegal de animais selvagens.

Sanhaço azul

Reprodução

O pássaro se reproduz durante as estações do ano: primavera e verão. É durante esse período que é possível ver a ave sanhaço entoar o seu canto com o único objetivo de conseguir conquistar a fêmea.

No geral, o ninho do casal é feito de fibras vegetais e crinas de animais. Em alguns casos, pode ser utilizada até mesmo teia de aranhas.

Em média, a fêmea do sanhaço azul consegue colocar três ovos de cor branco-esverdeada, possuindo algumas manchas, inclusive, cada ovo pesa em torno de 3,5 gramas e mede 25x17mm.

Quando nascem, os bebês-sanhaços são alimentados por cerca de 20 dias para, então, deixarem seus ninhos. Depois que isso acontece, os filhotes passam a fazer parte do mesmo bando de seus pais.

Alimentação

Os principais alimentos do sanhaço azul na natureza são, por exemplo, as frutas, sementes e insetos, como aranhas de pequeno porte.

Entre alguns dos frutos no Brasil que são fontes de alimento para a ave, destacam-se os frutos da figueira, da amoreira, as pétalas do ipê-amarelo e também o néctar das flores de eucalipto.

Para quem cria o sanhaço em sua própria casa, poderá fornecer ao seu pássaro farinhas, rações, maçãs e até mesmo mistura de sementes, como aveia ou semente de girassol.

Uma dica para melhorar a digestão da ave é misturar areia própria para pássaros à alimentação da ave.

 

Gaiola ideal para o sanhaço azul

Antes de conhecer o tipo de gaiola mais apropriada para a criação do sanhaço azul, vamos entender o habitat natural da ave.

O pássaro se adapta facilmente a diferentes tipos de habitat, seja os criados pela natureza ou os criados pelo homem.

Um exemplo disso está no fato da ave ser encontrada facilmente na região central da cidade de São Paulo.

Na cidade, locais arborizados como pequenas praças e parques podem contar com a presença da ave.

Para você que está em busca de criar o seu sanhaço azul dentro de casa, a primeira coisa a fazer é identificar a melhor gaiola para a sua ave.

O mercado oferece diferentes tipos de gaiolas para a sua ave, algumas primando pelo aspecto estético, porém, a escolha da gaiola deve levar em conta o conforto e a segurança do seu pássaro.

A escolha de uma gaiola de tamanho errado pode restringir o ambiente necessário para o pleno desenvolvimento da ave, podendo, até mesmo, ocasionar problemas de saúde e de comportamento.

O material da gaiola também deve ser observado, uma vez que existem muitas possibilidades como, por exemplo, madeira, alumínio ou até mesmo plástico.

A característica da gaiola, como a malha, que pode ser fina ou grossa e o diâmetro de suas divisórias precisam ser analisadas.

No caso da ave, a gaiola deve ser de malha fina que tem o nº 4 ou nº 5.

Além de escolher o modelo certo de gaiola, é preciso realizar a troca periódica de sua água e retirar os restos de alimentos, que podem fazer com que surjam bactérias que coloquem em risco a saúde da ave.

A água utilizada pelas aves para tomar banho deve ser substituída diariamente, a fim de evitar que o pássaro beba uma água contaminada.

Gaiola ideal para o sanhaço azul

Canto de Sanhaço

O canto do sanhaço azul é chilreado e muito estridente, podendo haver uma pequena variação entre as suas espécies e também ao fato da ave ser macho ou fêmea.

É muito fácil encontrar o canto da ave na internet através de sites como Youtube ou, até mesmo, comprando CD com o canto do sanhaço. Colocar o CD com o canto da ave é uma excelente forma de treinar o seu pássaro criado em cativeiro.

Considerações finais

O sanhaço azul também pode ser conhecido na cidade, região ou município em que mora por outros nomes. Tudo dependerá da cultura local em que a ave está habitando naquele momento. Nesse sentido, o sanhaço também é chamado no dentro do país de

  • saí-azul, sanhaçu-do-mamoeiro, pipira-azul, sanhaço-de-encontro-branco, tanager-azul-e-cinzento, saí-açu e sanhaço-da-amazônia.

Até o momento, esta espécie não está na lista de animais que correm o risco de extinção.

É provável que isto se deva ao fato de ser uma ave que consegue se adaptar facilmente em ambientes urbanos.

No entanto, este anima está possuindo seu habitat natural quase que destruído ou diminuído pelo desmatamento de florestas e matas.

Por isso, tem sido constante o seu aparecimento em regiões que não eram seu habitat, como parques, brejos e lagos dentro da cidade.

Outros pássaros para você:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *