Coruja-das-neves

A coruja-das-neves chama atenção por conta especialmente de sua beleza e excentricidade.

É uma ave predadora voraz que utiliza, inclusive, armadilhas para capturar suas presas.

Em seu habitat natural tem hábitos solitários e monogâmicos, possuindo um temperamento ameno fora da época de acasalamento.

Por sua vez, o nome científico dessa coruja é Bubu scandiacus e elas são particularmente conhecidas por conta da sua plumagem.

Logo, neste artigo você aprenderá tudo o que precisa saber sobre essa coruja, que é super adaptada a temperaturas frias, além de conhecida por sua beleza. Confira!

Coruja-das-neves

Como é a coruja-das-neves?

A coruja-das-neves é reconhecida por conta da sua característica principal que é a plumagem na cor branca, sendo a única espécie de coruja que possui tal coloração.

Foto: Reprodução.

Ela é uma ave que apresenta dimorfismo sexual, uma vez que ocorrem diferenças na coloração de machos e fêmeas.

Por sua vez, os machos possuem coloração totalmente branca, enquanto as fêmeas exibem penas brancas com manchas acinzentadas.

Uma possível explicação para a diferença na cor de machos e fêmeas se deve ao fato das fêmeas passarem mais tempo no solo, onde constroem seus ninhos.

Da mesma forma que a coloração das penas desta ave lhe confere adaptação à fisionomia de seus habitats naturais que são, em geral, ambientes de muita neve e frio.

E mais, as penas das aves também são mais espessas, conferindo maior proteção térmica.

O tamanho dessa ave pode variar de 53 a 65 cm de comprimento. Já a envergadura da asa varia entre 1,20 m e 1,65 m.

Vale situar que os indivíduos da espécie podem chegar a pesar até 3 kg.

Além disso, essa espécie possui um bico levemente arredondado de cor escura, grande e muito afiado, visto que são predadores de alto nível.

Habitat natural da coruja

A coruja-das-neves habita exclusivamente ambientes de clima gelado e são especialmente adaptadas a biomas de Tundra.

A Tundra é basicamente um tipo de bioma encontrado no Hemisfério Norte, próximo à região do ártico, caracterizado por possuir poucas árvores. Uma vez que o clima é frio, seco e com pouca chuva.

Assim, essa espécie possui ampla distribuição no Norte dos Estados Unidos, Canadá, Eurásia e Rússia.

Esta espécie teve o Alasca como a região onde, de acordo com especialistas, se originou e evoluiu.

Com o passar do tempo, a espécie se deslocou para regiões mais ao Sul do Alasca para encontrar melhores locais de caça.

Uma vez que a reprodução destes animais está diretamente relacionada com a disponibilidade de alimento no local.

A coruja-das-neves é uma ave migratória que nos meses de inverno buscam climas mais amenos deslocando-se para o Sul, tendo sido registradas até mesmo no Caribe.

Foto: Reprodução.

Comportamento Animal

Ao contrário da maior parte de espécies de coruja, essa ave possui hábitos diurnos, apesar de também apresentarem atividade durante a noite.

Segundo especialistas, esse comportamento  se deve ao fato dessa espécie possuir olhos menos adaptados à escuridão.

Elas passam a maior parte de seus dias em cima de árvores ou regiões elevadas observando o ambiente à procura de suas presas.

Logo, utilizam, para tanto, sua audição e visão aguçadas, uma vez que localizam o alvo, levantam voo e capturam a presa com suas garras.

A coruja-das-neves são aves solitárias e tímidas, encontrando-se com os demais indivíduos da espécie apenas durante os períodos de reprodução.

Da mesma forma, praticamente não emitem sons, reservando sua capacidade vocal unicamente para o período de reprodução, quando os machos emitem sons altos e graves.

Estes sons servem tanto para atrair as fêmeas para o acasalamento, quanto para espantar machos competidores de seus territórios.

Em contrapartida, o som emitido pelas fêmeas é alto e agudo e podem estar associados com um aviso de perigo ou com a demonstração de interesse pelo macho.

Essa ave costuma fazer voos curtos, bem próximos ao chão e gosta de se empoleirar na vegetação rasteira.

Costuma ser bastante tranquila e inofensiva, com exceção dos períodos reprodutivos, quando exibe um comportamento muito agressivo, principalmente para proteção do ninho.

Alimentação da coruja

Essas aves são carnívoras e ávidas predadoras em seu habitat natural.

Elas costumam ficar camufladas em árvores ou na vegetação rasteira, esperando para surpreender as presas com seu voo rápido e rasante.

As presas são capturadas no solo, no ar ou até mesmo na superfície de corpos d’água.

Quando caçam lebres, tem o costume de jogar o animal diversas vezes no ar até que ele fique exausto para então quebrar seu pescoço com o bico.

Além disso, a coruja-das-neves também pode capturar peixes pela cauda e são conhecidas por reconhecer os rastros que os animais deixam pela neve.

Também são capazes de seguir suas presas, capturá-los e utilizá-los como iscas para animais maiores.

E mais, possuem a peculiaridade de caçar em grandes quantidades, tanto para armazenar durante os meses de inverno, quanto para utilizar como iscas em suas armadilhas.

Elas se alimentam preferencialmente de lemingues e lebres.

No entanto, quando as presas ficam escassas devido à chegada do inverno, essas corujas tornam-se predadores oportunistas.

Dessa forma, estas aves se alimentam de uma grande variedade de mamíferos e aves.

Então inserem na alimentação animais como, por exemplo, camundongos, marmotas, toupeiras, esquilos, canários e demais corujas.

Reprodução

A época do acasalamento da coruja-das-neves se inicia no meio do inverno e pode se estender até meados de Abril.

Neste período os machos exibem voos ondulantes quando as fêmeas estão próximas.

Porém, quando estão no chão, agitam suas penas e andam com as asas abertas.

Também tem o costume de caçar diversos animais e armazená-los em esconderijos para chamar a atenção das fêmeas e alimentá-las.

A coruja-das-neves prepara seus ninhos no chão e os mesmos são construídos próximos às regiões de caça.

Por sua vez, os territórios ao redor de cada ninho podem variar entre 1.5km e 6.8km.

Além disso, a fêmea pode botar de 5 a 14 ovos e o tamanho da ninhada depende da quantidade de comida disponível no ambiente.

Em períodos de muita escassez, não acontece acasalamento, pois o ambiente não está favorável para o desenvolvimento dos filhotes.

Após a postura dos ovos a fêmea fica completamente focada na incubação dos mesmos.

Enquanto o macho fica responsável pela obtenção do alimento e a proteção do ninho.

Os ovos demoram de 32 a 34 dias para chocar e os filhotes nascem com coloração escura que vai clareando à medida que a ave cresce.

Como visto você acompanhou um guia com todas as informações sobre o coruja-das-neves.

Esta é a hora de mostrar aos seus amigos o que aprendeu sobre este querido animal. Compartilhe este artigo em suas redes sociais e não se esqueça de deixar seu comentário no post!

Outros pássaros para você:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *