Canário-reino

Canário do Reino - Saiba Tudo Sobre o Pássaro

O canário-do-reino é um pássaro exótico proveniente da Bélgica e, portanto, bastante conhecido no Brasil pelo nome canário belga.

O nome canário do reino se deve ao fato de ter sido trazido de Portugal, uma espécie de oposição ao canário tipicamente brasileiro, o canário-da-terra.

Este é um pássaro de pequeno porte, sendo a espécie de canário mais comum do Brasil, conhecido popularmente por canarinho.

Seu nome científico é serinus canária, pertencendo Passeriformes e família Fringillidae.

Se você quer conhecer um pouco mais sobre o canário do reino, continue apreciando a leitura!

canário-reino

Características do canário-do-reino

O canário-do-reino é um pássaro pequeno, que possui cerca de 20 centímetros e seu comprimento de asa chega a 71 milímetros.

Este pássaro é encontrado quase que sempre na cor amarela, mas sua coloração pode variar um pouco.

A ave possui também uma cabeça pequena, longas pernas, cauda longa e larga, bico pequeno e reto, asas curtas e peito arredondado.

Por sua vez, suas plumas são lisas e não apresenta frisos. Já seus olhos são pequenos, pretos e bem separados.

Em contrapartida, a expectativa de vida do canário belga é de cerca de 40 anos, inclusive, durante toda sua vida é um animal dócil e adaptável ao convívio entre os seres humanos.

A voz é a principal característica deste pássaro, uma vez que tem um belo canto, sendo um dos principais motivos que levam à criação do canarinho.

canário reino

Por que criar um canário?

O principal motivo que pode levar você a criar um canário do reino é a facilidade. Isso porque não é muito trabalhosa a criação dessa espécie de pássaro. Outro fator que facilita é o fato de ser necessário pouco espaço para a sua criação.

Muitas pessoas, principalmente aquelas que moram em apartamento, tem o desejo de criar alguma espécie de pássaro, mas acabam desistindo pela limitação de espaço.

Nesse sentido, a opção pelo canário-do-reino é uma excelente alternativa, afinal, este pássaro se adapta a pequenas gaiolas ou a grandes viveiros.

Os apaixonados por pássaros cantadores também acabam optando pelo canário-do-reino, justamente por essa característica: seu belo canto.

Além de tudo isso, o pássaro é muito amável e adora a companhia de humanos.

Quando evitar a criação do canário do reino:

  • Se você mora em locais agitados evite este canário, pois ele fica estressado facilmente com barulho;
  • Por cantar o tempo todo, evite não adquirir caso a sua vizinhança possa se incomodar.
características canario do reino
Foto: Reprodução.

Como criar um canário-do-reino?

Por se tratar de um animal silvestre é essencial ter autorização de órgãos ambientes internacionais, inclusive, é preciso procurar o Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (IBAMA).

Além disso, também é essencial ter autorização de Secretarias do Meio Ambiente do Governo Federal, bem como de seu estado e também município em que reside.

Porém, aqui no Brasil o canário-do-reino é considerado um animal Pet e, logo, pode ser comercializado facilmente em casas de animais.

Mesmo assim, vale lembrar que ao criar esta espécie em cativeiro é preciso promover um espaço saudável, limpo e higienizado diariamente.

Quem desejar criar este animal é importante ter a consciência que por se tratar de um animal australiano, o canário-do-reino (fêmea e/ou macho) precisa de cuidados diários específicos, requerendo certo tempo de dedicação.

Além disso, é essencial realizar gastos financeiros para manter sua saúde e bem-estar deste pássaro, principalmente por estar entre o convívio de seres humanos que retiraram do seu habitat natural.

canário-reino

Como alimentar corretamente os pássaros

O principal alimento a ser utilizado é a ração. Por isso, escolha ração própria para canário-do-reino e utilize marcas confiáveis. Ao acondicionar este alimento, procure manter em um local ventilado.

Outros alimentos que podem ser utilizados são ovo cozido, couve e alpiste. Além disso, muitos criadores costumar incluir na alimentação a linhaça, semente de alface, semente de rabanete, semente de endívia, semente de cânhamo, aveia, ovo cozido, couve, almeirão e jiló.

comida de pássaro

Também é possível que se inclua na dieta frutas seca e alguns vegetais, mas é importante observar o alimento que mais gosta.

Quando o animal entrar no período de reprodução, a ave requer cuidados especiais na sua alimentação.

Isso ocorre ao passo que necessita de cálcio para  ter uma boa ninhada de filhotes. Nesse cenário, opte por adicionar na dieta do canário-do-reino ou canário-belga a semente de gergelim, chia e brócolis, por exemplo.

Vale lembrar que o animal exige consumir alimentos de alta qualidade, pois possui um sistema digestivo sensível quando é criado entre seres humanos.

Em seu habitat, quando livre na natureza, a espécie é classificada como uma ave granívora.

Isto quer dizer que este canário tem a capacidade de ter uma alimentação que inclui sementes e grãos.

Quanto custa um canário?

Por ser um pássaro muito comum, por consequência, seu preço é bastante acessível, mas é claro que pode variar dependendo, sobretudo, da região onde você mora.

O preço fica em torno de R$ 30, podendo chegar a R$ 120 em algumas regiões do Brasil. O local mais fácil de aquisição é em pet-shop ou agropecuárias.

A criação e comércio devem ser regulados pelo IBAMA, mesmo sendo um animal Pet. Então, procure não adquirir seu animal pela internet.

É necessário procurar uma casa de animal ou criador confiável que realiza a venda de animais autorizados.

Não se esqueça de solicitar toda a documentação que autoriza a criação do animal, bem como até a nota fiscal que eventualmente pode ser solicitada por alguma fiscalização.

Qual a gaiola ideal para o canário?

A escolha da gaiola é fundamental na criação de seu pássaro, visto que cada ave possui uma característica específica.

Para o canário-do-reino, o ideal é a utilização de gaiolas com arame galvanizado e poleiros de madeira em formato cilíndrico e com ranhuras.

Gaiola para Canário do Reino
Gaiola para Canário do Reino. (Foto: Reprodução)

Os comedouros e bebedouros precisam estar constantemente limpos, pois, é comum que se crie mofos nos alimentos parados.

Nesse sentido, escolha os modelos que fique para o lado de fora da gaiola, evitando assim que você tenha que colocar a mão para dentro da gaiola, o que pode assustar os pássaros.

Os viveiros são recomendáveis para grandes grupos de canários. Se você possui até um casal, é possível mantê-los em uma mesma gaiola.

Além disso, os meses de março e abril são considerados a época melhor para adquirir esta espécie, uma vez que se configura como a temporada com maior possibilidade de opções de pássaro.

Também é indicado escolher animais jovens que estejam saudáveis e também possuam a mesma linha de cor.

Reprodução

O principal aspecto a considerar na reprodução do canário-do-reino é a alimentação das aves. Animais bem nutridos são garantia de uma boa ninhada.

Além disso, alguns aspectos possíveis de se observar para maximizar o sucesso na reprodução desta espécie são:

  • Nos machos: O canto. Esta é a principal característica a ser avaliada no macho. Machos que não cantam não são bons reprodutores;
  • Nas fêmeas: É possível observar nas fêmeas a cloaca mais inchada. Isso significa que ela está pronta para acasalar.

Os filhotes desta espécie têm o costume de serem bastante sensíveis e qualquer erro poderá perder ocasionar sua morte.

Então, o certo é que busque profissionais especializados na criação do canário para auxiliar nesse momento que é bastante delicado.

canário-reino

Qual a idade ideal para a reprodução?

Quando atingem um ano de idade, esta ave está apta a reproduzir. Nesse sentido, o período de reprodução costuma ocorrer durante e primavera, entre os meses de agosto e dezembro.

Esta espécie de pássaro necessita de oito dias da primeira cópula para nascer o primeiro ovo.

Em uma ninhada, a fêmea coloca de 3 a 4 ovos, em dias consecutivos. No geral, isso ocorre pela manhã, portanto, durante esta fase evite entrar no local onde os pássaros se encontram antes das 7 da manhã.

Após 35 dias do nascimento, os pequenos canários já conseguem se alimentar sozinhos, podendo ser separados dos pais.

Canto do canário

Como já falamos neste artigo, a principal característica do canário-do-reino é o seu canto, inclusive, seu cantar é alegre, agradável e muito melodioso.

O canário do reino tem o costume de cantar praticamente todas as horas do dia, portanto, é o pássaro perfeito para quem busca um “pássaro cantor”.

Considerações finais

A limpeza da gaiola, cativeiro ou viveiro do canário-do-reino precisa ser higienizada todos os dias.

Não se pode jamais deixar restos de comidas ou fezes próximas desta espécie, visto que pode causar problemas de saúde no animal.

Eles também têm o hábito de tomar banhos em alguns períodos do dia e, sendo assim, é essencial deixar uma banheira para poder se refrescar durante o dia.

Por se tratar de uma ave que não é natural do Brasil, não é necessário permissão do IBAMA para criar o animal.

Porém, em caso de fiscalização ou identificação de maus tratos é necessário ter documentação que comprove a origem do animal.

O pássaro é altamente habituado com a presença de seres humanos desde que sejam criados desde muito cedo, inclusive, chegam cantar ao perceber a presença dos donos.

Além disso, precisam de um ambiente arejado e que tenha certa incidência de luz do sol, fora do alcance de rajadas de vento e também sol.

E mais, o animal gosta de ambientes que são silenciosos, pois não tem tolerância para qualquer tipo de estresse provocado pelo barulho.

Se você chegou até aqui é porque gostou de conhecer o pássaro canário-do-reino, certo? Então, compartilhe com seus amigos este artigo e também deixe seu comentário!

Outros pássaros para você:

1 Comentário

  1. gostaria de saber qual motivo leva o canário a parar de cantar ; limpo a gaiola todos os dias troco agua … alimentos alpistes, vitaminas gilo. maça , ovo cozido e almeirão mas ovo não e com frequência um vez ao mês …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *