Pássaro Urutau

urutau

Também conhecido como ave-fantasma, o Urutau é uma ave de hábitos noturnos que pertence ao gênero Nyctibius e à família Nyctibiidae.

Este pássaro tem o costume de viver nas regiões mais quentes do continente americano.

Hoje existem aproximadamente cinco tipos de Urutau e todos possuem tamanhos e características diferentes entre si.

Há pesquisadores que dizem que o nome do Urutau nasceu a partir de duas palavras da língua guarani: “guyra”, que significa “ave” e “taú”, que significa “fantasma” (por isso ave-fantasma). Outros apoiam a hipótese de que é uma referência ao canto da espécie.

No artigo de hoje, trazemos todas as informações sobre o Urutau, como seus hábitos, características, alimentação, entre outros. Confira!

Pássaro Urutau

Qual o habitat do Urutau?

O urutau pode ser encontrado em vários tipos de habitats. Como existem várias espécies, cada uma tem a sua particularidade, mas no geral, existem registros desde áreas semiabertas de Caatinga e Cerrado e também em florestas mais densas.

Além disso, também há registros do urutau em centros urbanos e rurais, inclusive, pode ser encontrada em toda a América Latina, com exceção das Antilhas e do Chile, costumando ficar em zonas mais quentes.

Um comportamento interessante é que facilmente consegue se camuflar entre os galhos ou troncos de árvore que tem o hábito de frequentar, inclusive, é fácil encontrar este animal realizando cantos no período da noite.

Veja alguns habitats preferidos pelas subespécies de urutau:

  • Mãe-da-lua:

Comum em campos com árvores, borda de florestas e cerrados, mas também é possível encontrar em locais abertos e dentro das cidades. Tem registro em todo o Brasil.

  • Mãe-da-lua-gigante:

Encontrada na Bolívia, e do Sul do México até a Guatemala. No Brasil, é possível encontrar a espécie no Sudeste.

Mãe-da-lua-gigante

  • Mãe-da-lua-parda:

Vive em florestas densas úmidas. No Brasil, é vista com frequência na Região da Amazônia.

Mãe-da-lua-parda

  • Urutau-de-asa-branca:

É possível encontrar na Região da Amazônia e no Nordeste do Brasil.

  • Urutau-ferrugem:

Vive no Norte do Brasil, nas planícies das florestas tropicais.

Características do pássaro

No geral, o urutau mede entre 33 e 38 centímetros e pesa entre 145 e 202 gramas. As suas plumagens podem ser marrons ou acinzentados.

As pálpebras do urutau possuem duas fendas, permitindo que a ave enxergue mesmo de olho fechado. Essa adaptação também é conhecida como “olho-mágico”. E mais, a espécie também possuem bocas bem grandes, semelhantes a do sapo cururu.

Essas fendas nos olhos do urutau são úteis durante o dia, pois outra grande característica do pássaro é a grande capacidade de camuflagem. De olhos abertos, não seriam tão eficientes em se camuflar nos troncos das árvores.

Como criar um urutau?

Por se tratar de um animal silvestre é essencial ter autorização de órgãos ambientes como o Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (IBAMA).

Dessa maneira, ao desejar criar um urutau é essencial ter autorização para criar e, quem sabe, até comercializar esta ave.

Ao criar esta espécie em cativeiro é preciso promover um espaço saudável, limpo e higienizado diariamente.

Quem desejar criar este animal é importante ter a consciência que por se tratar de um animal silvestre, o urutau precisa de cuidados diários específicos, requerendo certo tempo de dedicação.

Além disso, é essencial realizar gastos financeiros para manter sua saúde e bem-estar deste pássaro, principalmente por estar entre o convívio de seres humanos que retiram do seu habitat natural.

Vale lembrar que é muito difícil se obter a autorização do IBAMA para criar um pássaro que é tão raro, possuindo hábitos característicos e especiais.

Por isso, quem desejar cuidar do animal precisa encontrar criadores autorizados pelos órgãos ambientais para, dessa forma, adquirir uma espécie.

No geral, estes criadores não podem fazer a comercialização destes animais nascidos em cativeiros, porém, eles conseguem doar os filhotes desde que os órgãos ambientais sejam previamente comunicados.

Para facilitar neste processo é essencial se direcionar até o IBAMA ou algum órgão ambiental mais próximo da sua cidade.

Estes órgãos mantém uma lista atualizada constantemente com todos os criadores autorizados dentro do território brasileiro.

As vantagens de se procurar por um criador de animal silvestre autorizado pelo IBAMA, são:

  • Não vai incentivar o tráfico nacional e internacional de animais;
  • Conseguirá ter a garantia de que o animal possui boa saúde;
  • Terá um animal mais acostumado com o convívio humano.

É importante situar que os criadores autorizados pelos órgãos ambientais adquiriram seus animais por conta do estado de saúde debilitado após fiscalizações de combate a tráfico ilegal de animais selvagens.

Pássaro Urutau

Reprodução

urutau
Foto: Reprodução.

Os pássaros dessa espécie formam casais monogâmicos e não constroem ninhos.

No período de reprodução da fêmea, eles equilibram o único ovo chocado na ponta de galhos ocos. Já o período de incubação do Urutau é de 33 dias e o filhote ficará no poleiro, aproximadamente, dois meses.

Nesta época, o casal de urutau irá se revezar na troca de guarda para caçar. Aliás, essa troca de guarda é feita desde quando a fêmea põe o ovo até o filhote alcançar a maturidade para caçar sozinho. Eles trazem o alimento tanto para o outro que ficou, quando para o filhote.

Como o Urutau se Alimenta

A alimentação do urutau basicamente é constituída de insetos noturnos como, por exemplo, percevejos, besouros e, em especial, a mariposa.

Esses insetos são caçados em pleno vôo, graças à anatomia de sua boca. Muitas vezes, um urutau nem sequer aterriza para deter sua empresa.

Entretanto, também pode se alimentar de outros animais que não tenham o porto grande como, por exemplo, lagartos, pássaros de estatura pequena e morcegos.

O horário que costumam se alimentar ou realizar a caça é durante o chamado crepúsculo e também durante o amanhecer.

Pássaro Urutau

Lenda

O certo é que o urutau é uma ave muito imponente e misteriosa. Com hábitos noturnos, tem a capacidade de passar o dia camuflado nas árvores. Tanto mistério, provocou o imaginário de algumas populações, o que terminou por gerar lendas a respeito dessa ave, como:

  • Lenda Boliviana:

Talvez, a mais famosa, seja a lenda boliviana que começa informando sobre a existência de uma belíssima filha do cacique de uma tribo que vivia em uma densa mata.

A jovem era apaixonada por um guerreiro dessa mesma tribo, inclusive, sua paixão era retribuída.

Entretanto, conta a lenda, que quando o pai da jovem ficou sabendo do romance, terminou se deixando tomar pelo ciúme e se enfureceu. Logo, tomou a decisão de usar suas artes mágicas para acabar com o namoro da filha.

Com isso, o pai da jovem decidiu acabar com o namoro de uma forma muito trágica: matando o jovem guerreiro.

Quando percebeu que o seu namorado havia desaparecido, a índia resolveu procurá-lo na selva.

Já ao voltar para casa, em estado de choque, a jovem ameaçou contar para toda a comunidade o que seu pai havia feito.

Para evitar o escândalo, o pai, furioso, transformou sua filha em uma ave noturna e a voz da menina passou para a ave. Desse modo, durante a noite, a jovem índia – agora ave – chora a morte do seu namorado em um canto melancólico e triste da floresta.

  • Lenda Peruana:

Na região amazônica do Peru contam a lenda de que um bebê foi abandonado pela mãe na floresta para evitar que a criança morresse por uma peste que estava conseguindo dizimar os povos.

Por consequência, a criança se transformou em uma ave que lamenta pela falta de sua mãe em todas as noites.

Os peruanos acreditam nisso, pois o canto do urutau lembra uma criança dizendo “ai, ai, mama!”

  • Lenda Brasileira:

Na verdade, aqui no país, o urutau é muito associado à lenda do Curupira que faz parte do folclore nacional. Em resumo, o curupira é um homem de estatura pequena que possui cabelos vermelhos, com pés virados para trás, sendo forte e ágil para conseguir proteger as florestas e matas. Os seus pés estão virado par trás com o objetivo de despistar as pessoas que estão causando desmatamento ou matando animais da floresta, uma vez que ao buscar seguir seus rastros, o caçado vai em direção contrária.

Canto do Pássaro Urutau

O urutau possui um canto que é considerado triste e melancólico que, inclusive, deu origem às lendas mais famosas sobre a espécie.

Seu canto lembra muito uma pessoa se lamentando e na hora em que a lua nasce, o urutau imediatamente surge com seu canto.

Há quem diga que o canto do urutau é um presságio de morte.

O Urutau é uma ave de hábitos noturnos com registros frequentes em regiões mais quentes da América Latina. Sua existência e costumes é cercada de mistérios, que fizeram nascer diversas lendas a respeito do Urutau.

Considerações finais

Até o momento, o urutau não está na lista de animais que correm o risco de extinção.

É provável que isto se deva ao fato de ser uma ave com hábitos peculiares e que ainda consegue se camuflar durante o dia nos trocos de arvores, por exemplo.

No entanto, este anima está possuindo seu habitat natural quase que destruído ou diminuído pelo desmatamento de florestas e matas.

Por sua vez, a ciência só conseguiu até hoje fazer o registro de duas subespécies de urutau, são elas:

  • Nyctibius griseus panamensis: Costuma frequentar seu habitat na Nicarágua, Costa Rica, Venezuela e Equador;
  • Nyctibius griseus griséus: Costuma frequentar seu habitat na Colômbia, Guianas, no Brasil e, também, na Argentina.

Outros pássaros para você:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *