Galinha Delaware

Delaware

A delaware é uma ave de tamanho intermediário que possui algumas peculiaridades diante de outras espécies.

Por isso, saiba tudo sobre essa gaivota e entenda como ela se comporta quando está em seu habitat natural com outros indivíduos.

Saiba ainda se existem subespécies e como está a sua conservação nos dias de hoje nos locais onde vive.

Da mesma forma, entenda como se alimenta e veja mais curiosidades sobre esse animal com hábitos aquáticos, como seus parentes próximos.

O que é a Delaware?

A gaivota-de-delaware é uma ave e de porte médio entre os demais pássaros silvestres, considerados seus “parentes”.

Do mesmo modo, é uma charadriiforme, o que significa que é uma parente próxima de maçaricos e direto de outras gaivotas.

O seu nome faz uma alusão ao rio de mesma denominação, que corta vários estados norte-americanos, onde se encontram os maiores registros da espécie.

Porém, não está presente apenas nessa localidade, como você pode ver mais a fundo no decorrer do texto.

Características da gaivota-de-delaware

Esta ave possui algumas semelhanças com outras espécies de gaivotas.

Mas, alguns pontos se diferenciam das demais, como pode ver na lista a seguir:

  • Mede cerca de 47 cm;
  • Tem um anel preto na ponta do bico;
  • Nuca com pontos em tom canela.

O anel presente em seu bico é na posição ante apical.

Além disso, a delaware conta ainda com membranas entre os dedos da sua pata que servem como nadadeiras, já que a mesma tem hábitos aquáticos.

Essa espécie tem alguns outros nomes, como nos Estados Unidos em que é conhecida como Ring-billed Gull.

Assim, o nome faz alusão ao seu anel no bico, como outras denominações que você poderá ver mais adiante.

Os adultos da espécie se diferenciam por ter o bico mais amarelado e o anel ao redor do mesmo com cor mais intensa.

Da mesma forma, os adultos não reprodutores tem aparência que lembra os que estão em fase de reprodução, mas com olho mais claro.

Seu filhotes podem ser confundidos com os de outras espécies, devido à sua cor.

Além disso, é comum que os indivíduos juvenis apresentem penas que lembram uma colcha de retalhos em marrom e branco, com bico de base rosada.

A delaware tem subespécies?

As gaivotas-de-delaware são pássaros exóticos e não possuem subespécies reconhecidas até então.

Portanto, é considerada uma espécie de ave monotípica, onde apenas uma variação do animal é registrada.

ave Delaware
A gaivota-de-delaware possui um anel preto em seu bico e as pontas das asas pretas. Imagem de Jack B em Unsplash

Classificação e taxonomia da gaivota-de-delaware

Como citado, a delaware é da ordem dos Charadriiformes, mais precisamente da família Laridae.

Por sua vez, tem nome científico “Larus delawarensis” (Ord, 1815), que também faz referência a região do rio estadunidense onde é mais frequente.

A subordem do animal é a Lari, seu Filo é Chordata e reino Animalia, claramente.

No entanto, suas características físicas podem sofrer impactos de acordo com a época do ano e da vida dos indivíduos.

Origem

Esta espécie de gaivota chamada delaware é originária da América do Norte, mais precisamente dos Estados Unidos.

Com isso, até alguns anos atrás, não haviam registros da mesma em mais locais do mundo.

Hoje, já é possível notar a presença dela em maior número em países próximos, como Canadá e México.

Mas, a mesma já se espalhou até mesmo pela Europa, como pode ver a seguir.

Distribuição

Até os anos de 1980, a espécie raramente era vista em outras regiões do mundo.

Contudo, após essa década, haviam algumas na Islândia, além de outros países europeus, como:

  • Espanha;
  • França;
  • Portugal.

Essa espécie chamada gaivota-de-delaware também já foi vista em mais regiões da Europa, mas em menor número.

Isso pode ser um reflexo da mudança do habitat das mesmas ou até de uma alteração em seu comportamento.

Tem delaware no Brasil?

No Brasil, não há registros oficiais da presença da delaware, mas em países próximos ela já foi observada por profissionais da ornitologia.

Assim, é o caso da Colômbia e Bolívia, além de outros países da América Central, que não são tão distantes do Brasil.

Onde vivem?

As aves vivem em regiões próximas a rios e lagos, mas podem migrar para outras regiões em busca das mesmas condições.

Então, é comum encontrar um calendário de observação desta espécie em diversos países.

O que as gaivotas dessa espécie fazem?

As gaivotas são aves marinhas e podem caçar seu alimento no mar ou até em rios, bem como nas praias.

Dessa forma, é comum ser vista em bandos e em coabitação com outras espécies.

Delaware
A gaivota-de-delaware é uma ave de hábitos aquáticos e que pode ser vista com outras espécies. Imagem de jcomp em Freepik

Hábitos da gaivota-de-delaware

Essa ave possui o hábito de migrar de uma região para outra, o que a leva a ser vista em locais antes não habitados por elas.

Além disso, são visitantes setentrionais e podem não voltar à uma região que já fora vista com frequência.

A gaivota-de-delaware tem hábitos marinhos costeiros, o que significa que fazem seus ninhos no continente ou regiões próximas.

Do mesmo modo, seu bico forte permite carregar alimentos para defender suas presas.

Qual o som emitido pela delaware?

Os animais podem emitir mais de um som, como é o caso das gaivotas.

Por isso, essas aves podem grasnar, crocitar ou até mesmo chiar.

Logo, a onomatopéia do som pode ser similar ao “iiiih” ou “cuá cuá”.

A vocalização pode variar com a situação, onde ao caçar emite um e ao voar, por se sentirem ameaçados, emitirem outro.

Por isso, vale a pena a observação dessas aves na natureza.

Por que as gaivotas gritam?

Vale destacar que as gaivotas-de-delaware são aves muito comunicativas e usam a sua vocalização para isso.

Mas, esse tom mais aguda pode ser visto em situações diversas, como:

  • Defender um território;
  • Cortejar fêmeas;
  • Eclosão dos ovos.

Lembre-se que as aves podem desenvolver uma comunicação para cada uma dessas situações também.

Afinal, as gaivotas são muito inteligentes e tendem a interagir entre si com os demais indivíduos do bando.

Por que as gaivotas voam em V?

As gaivotas-de-delaware preferem viver em bandos, pois isso ajuda a sua locomoção.

Do mesmo modo, tendem a voar sempre em uma formação que mantém o V como padrão, porque isso conserva a sua energia.

Esse tipo de posicionamento oferece ao bando uma menor resistência durante um voo por longos percursos.

Da mesma forma, ajuda na mudança de líder do bando para preservar a energia dos adultos mais fortes que revezam a posição.

Qual o tempo de vida e reprodução da gaivota-de-delaware?

Uma gaivota-de-delaware pode chegar a viver até 35 anos na natureza.

Além disso, a sua incubação ocorre em cerca de 25 dias após a postura dos ovos entre os meses de abril e junho.

As fêmeas colocam três ou quatro ovos em média e tendem a protegê-los durante a fase de incubação.

Isso porque, essa é a fase em que o animal é mais ameaçado por um predador, já que não tem tantos após adulto.

Estado de conservação

O estado de conservação da delaware não preocupa, já que cresce cada vez mais a presença desses animais em vários locais do mundo.

Além disso, é ideal evitar alimentar essas aves, pois elas podem transmitir doenças ao ser humano.

Delaware
A delaware possui plumagens diferentes enquanto é jovem e depois que se torna adulta. Imagem de wirestock em Freepik

Como é o ninho da delawarew

Essa ave faz seus ninhos no chão, mas também podem escolher buracos na superfície para tal.

Assim, fica mais fácil proteger seus ovos de predadores, o que é uma missão do casal até eles eclodirem.

Os ninhos também podem ser observados em rochas ou até mesmo em telhados de casas ou prédios.

Logo, procuram o local que consideram mais seguros para os seus futuros filhotes.

Alimentação da gaivota-de-delaware

As gaivotas em geral, como a delaware, possuem uma alimentação onívora.

Então, significa dizer que o mesmo inclui desde animais como também vegetais em sua dieta.

Vale destacar ainda que essa gaivota é considerada oportunista e generalista.

Afinal, pode ser vista enquanto come alimentos roubados de outros animais e até rasgarem lixo para procurar comida ou ingerir carniças.

Como a gaivota dorme?

A posição que a delaware dorme é de pé, geralmente com uma pata levantada.

Da mesma forma, tende a esconder a sua cabeça entre uma das asas e o corpo, para cobrir os olhos da claridade.

O animal deixa, na maioria das vezes, um dos hemisférios cerebrais ativos ou acordados.

Porém, consegue se manter ativo durante o sono para se proteger mesmo enquanto descansa.

Predadores da gaivota-de-delaware

As gaivotas, como também ocorre com a delaware, tem poucos ou nenhum predador em vários ambientes.

Isso porque, são elas que predam os animais da região devido ao seu instinto onívoro.

Vale destacar que algumas aves de rapina podem ser responsáveis por comê-la ou até mamíferos carnívoros.

Mas, é mais comum que seja devorado enquanto ainda é um ovo ou filhote.

Mais nomes para a espécie

A delaware é também conhecida como gaivota-de-bico-manchado, nome que faz alusão à característica do seu bico.

Por sua vez, pode ser chamada também de gaivota-de-bico-riscado, pela mesma característica.

É mais comum encontrá-la pelo nome de gaivota-de-delaware ou pelo seu nome em inglês, que se refere à região onde é mais observada.

Mas, todas as denominações se referem ao mesmo animal.

Avalie este pássaro: post

Outros pássaros para você:

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *