Seriema

Siriema ave

A Seriema é uma ave endêmica da América do Sul, ou seja, não existe em nenhum outro lugar do mundo a não ser neste continente.

Entretanto, a maior área de ocorrência está no Brasil. O que pode ser vista como uma joia nacional que deve ser preservada.

Ela faz parte da família Cariamidae, sendo que o seu nome científico é Cariama cristata. É também conhecida como seriema-de-pé-vermelho ou sariema, principalmente no Estado do Ceará.

Veja a seguir mais detalhes a respeito deste lindo animal que faz parte da riquíssima fauna do Brasil.

Seriema

Onde vive o Siriema?

O seu nome vem do tupi “çariama”, onde “çaria” significa crista e “am” també tem significado de levantada. Desse modo, a presença da crista de penas uma das características mais marcantes desta ave.

As seriemas são aves típicas das regiões que abrigam o Cerrado brasileiro, além do Pantanal, sendo atualmente considerada, inclusive, uma espécie de símbolo do Estado de Minas Gerais.

Ela ocorre principalmente em áreas abertas, podendo ser encontrada em toda a região Sul e Sudeste, mas também está presente desde o Maranhão, até o Sul do Pará e oeste do Mato Grosso.

Também pode ser encontrado em outros países que compõem a América Latina, como Uruguai, Argentina, Paraguai e Bolívia.

Do que os Siriemas se alimentam

Do que os Siriemas se alimentam?

A alimentação da seriema é composta especialmente por insetos e pequenos vertebrados como, por exemplo, lagartos pequenos, sapos, cobras pequenas, roedores, minhocas e até mesmo ovos de outras espécies de aves.

Quando esta ave se alimenta, ela é capaz de matar a sua presa utilizando o bico, que é também usado para cortar pequenos pedaços da caça para então conseguir engolir.

É acostumado fazer uso do bico por conta de seus dedos que são relativamente considerados pequenos e não possuem garras.

Essas aves durante o período do dia, junto de seus casais ou em pequenos grupos procuram por alimentos estão no chão.

Em contrapartida, no período da noite dormem empoleirados em galhos de arvores, plantas arbustos baixos.

Livres na natureza possuem o costume de usar como esconderijo espaços encontrados em troncos de arvores caídos no chão ou procuram abrigo em arbustos.

Com esse comportamento, a ave busca conseguir se camuflar no ambiente e, dessa maneira, fugir de seus predadores ou possível ameaça.

Como criar siriema em cativeiro
Foto: Reprodução.

Como criar siriema em cativeiro?

No Brasil, somente jardins zoológicos e criadouros estão autorizados a criarem e também manterem estes animais em cativeiro.

Todas as normas de manejo são regulamentadas pelo IBAMA (Instituto Brasileiro do Meio Ambiente).

Em geral, os animais devem ser mantidos em um ambiente com uma temperatura agradável que deve ser nem muito frio e nem muito quente.

Uma vez que é preciso lembrar que estes animais vivem, principalmente, no clima quente Cerrado brasileiro.

Já a iluminação precisa ser a natural, sempre que possível, com local para banhos de sol. A Água deve ser fornecida sempre fresca e disponível o tempo todo.

É importante que o recinto que serve de abriga para o animal possua um tamanho adequado.

Nesse sentido, a intenção é que se consiga promover ao animal um ambiente cada vez mais semelhante ao que teria em vida livre com intuito principal de promover comportamentos como correr, tomar banho de areia e forragear no substrato do recinto – que são totalmente naturais da espécie.

A alimentação também deve ser adequada, oferecendo insetos vivos como tenébrios, grilos e lagartas.

Caso houver a disponibilidade camundongos, eles também podem ser oferecidos e inseridos na dieta da siriema.

Onde comprar ave siriema

Onde comprar ave siriema

De início, vale lembrar que a venda de todas as aves silvestres brasileiras é obrigatoriamente regulamentada pelo IBAMA.

Por conta disso, nem todas as aves silvestres podem ser comercializadas legalmente dentro do nosso país.

No caso da seriema, a sua venda não é autorizada pelo IBAMA, portanto, quem mantém um animal destes em casa está fazendo isto ilegalmente e pode estar correndo o risco de sofrer algum processo criminal que é previsto por lei.

Com isso, os únicos órgãos que estão, atualmente, autorizados a manter a seriema em cativeiro são os Jardins Zoológicos e também os criadouros.

Reprodução

Reprodução

De maneira geral, os ninhos da seriema são feitos no chão. Porém, também podem ser encontrados em até 04 ou 5 metros de altura. Os ninhos são feitos com gravetos, além de serem forradas com barro, folhas secas e também esterco de gado.

As fêmeas conseguem fazer a postura de 02 ovos a cada estação reprodutiva. Estes ovos são brancos e possuem algumas pequenas manchas marrons. Os filhotes levam de 24 a 30 dias para nascer.

O interessante é que casal se reveza para chocar os ovos e em todos os cuidados com a prole. Depois de 02 semanas, os filhotes já saem do ninho e ficam acompanhando os pais.

Em média, demora entre 04 a 05 meses para que os filhotes adquiram a plumagem de indivíduos adultos.

Canto do Siriema

Canto do Siriema

O canto da seriema é bem marcante e alto, na medida em que se pode ser ouvido em até mais de 01 quilômetro de distância. Seu canto para percorrer esta distância que é considerada é relativamente alto é uma espécie de gritos que possuem umas frequências bem altas e longas, como uma espécie de risadas.

Elas também são capazes de ficar cantando por vários minutos seguidos. Por muitas pessoas que vivem no campo, o canto da siriema é interpretado como uma espécie de sinal que prevê a vinda de uma chuva.

Por isso, é muito comum encontrar a espécie inserida em galinheiros de fazendeiros e do sertanejo. Além de prever a chuva, a ave também consegue alertar sobre qualquer entrada de um possível intruso.

O que termina por demonstrar que este animal faz parte da cultura brasileira, na medida em que o homem sertanejo, morador da zona rural, vê o animal como uma espécie de meteorologista natural do meio ambiente.

É importante destacar que somente quem teve a oportunidade de presenciar este canto, sabe o quanto ele é bonito.

Características

Características

A seriema possui as penas que possui uma coloração cinza-amarelada que contém alguns riscos escuros.

O abdômen do animal geralmente é de cor mais clara e tanto o bico quanto as penas são de coloração vermelha.

Esta ave também possui uma crista que é formada de um pequeno tufo de penas mais longas que chega a 12 centímetros de altura. Por sua vez, a altura média que ela atinge é de 70 centímetros de altura, mas pode chegar a até 90 centímetros, podendo pesar até 1,4 quilogramas.

Vale lembrar que não há diferenças de tamanho e também na plumagem de machos ou fêmeas, portanto, não é possível realizar nenhuma análise apenas ao observar estas características.

Os animais desta espécie podem viver tanto sozinhos, quanto também em casais ou até em pequenos grupos.

É uma ave que não gosta muito de voar, optando por correr quando precisa fugir de algum predador. Ela pode facilmente chegar a até 50 km/h, e somente então alçar voo.

Além disso, a espécie de seriema que carrega pernas vermelhas é considerada um dos maiores pássaros que vivem na região Central do Brasil.

Considerações Finais

A Seriema que também pode ser chamada em algumas regiões do país como seriema-de-pé-vermelho ou seriema é uma espécie típica da América Latina.

Porém, o habitat que é mais encontrada com bastante frequência são os estados brasileiros que abrigam o clima e a vegetação categorizada como Cerrado, além do Pantanal.

Já a sua alimentação é composta por alimentos que são facilmente encontrados no chão e, por isso, são formados por vermes, roedores, insetos e pequenos répteis, lagartos e até cobras.

Esta espécie de ave, até o momento, não está compondo a lista vermelha de animais que correm o risco de serem ameaçados de extinção.

Isto se deve ao fato a intensa fiscalização do governo, além de campanhas e ações de prevenção que são geralmente realizadas por parte de várias entidades, ativistas e ONG’s de defesa animal.

Além disso, a ave possui um grande respeito histórico por parte das populações que vivem nas zonas rurais do país.

Uma vez que a seriema avisa ao sertanejo e fazendeiros o momento da chegada da chuva.

Inclusive, a ave é facilmente encontrada em galinheiros de propriedades da zona rural. Elas avisam a chegada da chuva e também possuem um sistema de alerta preciso que comunicam a chegada ou entrada de qualquer intruso na propriedade.

Por isso, é uma ave que é vista com bastante respeito pelas populações da zona rural. O que coloca como fazendo parte da cultura regional e local de algumas regiões do país.

O estado de Minas Gerais, por exemplo, que possui uma cultura baseada na agricultura tem esta ave como um de seus símbolos.

Por Minas é possível ver a ave em algumas regiões residências que estão mais distantes das regiões urbanas.

No entanto, ainda é essencial a preservação do Cerrado e do Pantanal brasileiro para ainda ser encontradas espécies da seriema em seu habitat natural.

O Cerrado e o Pantanal tem sofrido desmatamento constante muito por conta da exploração ilegal e também de alguns setores da agricultura que ainda possuem resistência em obedecer à legislação ambiental.

Outros pássaros para você:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *